quinta-feira, 13 de outubro de 2011

A CRIANÇA E O FARMACÊUTICO



Dono de uma bem sucedida farmácia numa cidade do interior, João não acreditava na existência de Deus ou de qualquer outra coisa, além do mundo material.

Certo dia, quando ele já estava fechando a farmácia, chegou uma criança com um bilhete nas mãos, solicitando um remédio. Ele disse que já estava fechado, mas a criança, com lágrimas nos olhos, informou-o que sua mãe estava muito mal e precisava com urgência daquela medicação.

Um comentário:

  1. Muito forte essa mensagem!!! pois nos faz lembrar de uma passagem Bíblica no livro de Salmos cap. 50 vers.15 que diz:Invoca no dia da angustia,eu te ouvirei e te livrarei e tu me glorificarás.

    ResponderExcluir